sexta-feira, 28 de dezembro de 2012

O evangelho ecumênico


Ecumenismo é o processo de busca da unidade . No sentido mais lato , é a crença que defende a unidade de todas as religiões . Do ponto de vista do cristianismo, pode-se dizer que o ecumenismo é um movimento entre diversas igrejas cristãs na busca do diálogo e cooperação comum, buscando superar as divergências históricas e culturais, a partir de uma reconciliação cristã que aceite a diversidade entre as igrejas . 

"O que nos uni é maior do que o que nos separa". Este é um velho e conhecido chavão usado pelos adeptos do evangelho ecumênico. Em nome do "amor" alguns crentes, defensores do ecumenismo religioso, tem relativizado a palavra de Deus. Estes cristãos defendem que não existe uma verdade exclusiva, pois cada pessoa possui a sua verdade; e com base nisto, sustentam a união entre evangélicos, católicos, espíritas, budistas, judaístas, islamitas entre outros . Os defensores do ecumenismo  pregam  que a unidade é necessária , e que toda religião e  todo o caminho levam à Deus .

Com relação a unidade, penso que os crentes adeptos do ecumenismo deveriam aprender que não se pode existir unidade espiritual, onde se falta com a verdade da palavra( Jo 14:15-24,Tt 3:10, Rm 16:17) . Também penso que estes crentes  deveriam  lembrar  que Cristo é o único caminho (João 14:6), e sendo Cristo o único caminho , não deveriam negociar esta fé com aquelas religiões que ensinam outros caminhos para a salvação .

Os cristãos do ecumenismo argumentam : "Ora,  mas Jesus nos ensinou o amor ". Verdade, Jesus nos ensinou o amor, mas desde quando amar significa concordar com o pecado e dizer sim para o erro ? O verdadeiro amor é acompanhado de verdade . O cristão que de fato ama não permite que aqueles que caminham para  a perdição sigam neste caminho de morte , mas exorta para que estes reconheçam Jesus como único mediador e salvador.

Caro leitor , falta de amor seria uma pessoa que, ao  ver outra no caminho do ecumenismo, não mover um dedo  para ajudá-la a se libertar deste conceito relativista que contradiz o evangelho e as Escrituras. 

Mas não para por aí...

 Vez por outra escutamos desses cristãos outro famoso chavão :" Toda religião é boa e leva a Deus". Ora,  se este conceito fosse verdadeiro, não existiriam recomendações na bíblia para nos afastarmos de falsas doutrinas( 2 Jo 1:10, Rm 16:17, 1 Tm 6:3-5), e se existem  falsas doutrinas(como nos mostra a bíblia) , logo existem falsas religiões .Também se todos os caminhos conduzem à Deus não haveria a necessidade de se pregar o evangelho do arrependimento (Mc 16:15) .


Creio que nós os evangélicos que temos a bíblia como nossa única regra de fé e prática , e que adoramos somente a Deus , deveríamos rejeitar o evangelho ecumênico  visto ser ele um convite à idolatria, ao paganismo, a mariolatria , a apostasia, a feitiçaria  e a tantos outros males . Defendo que nós como cristãos não devemos nos dobrar ante ao pecado, mais sim denunciá-lo, e que também não devemos nos associar(em um sentido espiritual ) com os que adoram ídolos , e aos que não consideram Jesus como único mediado e salvador (1 Tm 2 :5, Jo 14:6)

Sendo assim, nego o evangelho ecumênico que visa a unificação das religiões , visto ser ele uma afronta às verdades reveladas nas Santas Escrituras, que de forma explicita  condena a comunhão entre Luz e Trevas ( 2 Co 6:14-18) .

Soli Deo Gloria

Álvaro Rodrigues










3 comentários:

  1. Muito bem, irmão Álvaro!

    De minha parte, o que eu tenho visto ser chamado de "ecumenismo" é apenas um dos tentáculos de um "bicho" maior que prega a possibilidade de existir, antes do novo céu e da nova Terra, um suposto "bem comum" a todos os seres humanos, uma pretensa "sociedade universal justa" e global.

    Mas sabemos que tal coisa é um equívoco, pois o que a Santa Escritura nos ensina é: "disse o Senhor ao meu Senhor: "Assenta-te à minha direita, até que Eu ponha TODOS OS TEUS INIMIGOS por escabelo dos Teus pés". Só que os "ecumenistas" (uns bem intencionados mas faltos de conhecimento da Escritura; outros, diretamente instrumentalizados pelo pai da mentira) acreditam (enganadamente) que "todos os seres humanos são filhos de Deus" e que, por tanto, existe possibilidade de "união de todos os seres humanos" como se fossem um só corpo. Mas a Bíblia mostra a absoluta incompatibilidade entre os seres humanos que integram o Reino de Deus e os que compõe o "Mundo" perdido. (O que não significa que os "de Cristo" tenham o direito de desrespeitar os "do mundo", nem vice-versa; mas "comunhão" sabemos que é impossível haver).

    Minha experiência pessoal de contatos com defensores do chamado "ecumenismo", é sempre de uma série de "disparates" teológicos, misturados com filosofia humanista e psicologia pós-moderna. Quando muito, "disfarçados" com versículos da Escritura, deslocados de seus respectivos contextos.

    "Saí do meio deles, apartai-vos, e Eu vos receberei"- é a advertência de Deus a todos quantos querem andar na Luz.

    "Vinde a mim, todos os que estais cansados e sobrecarregados, e Eu vos aliviarei"- é o amoroso convite de Deus a todos os que ainda se encontram perdidos.

    ResponderExcluir
  2. Irmão Ivo ,

    A paz do Senhor !

    O evangelho ecumênico sem dúvidas é mais uma entre tantas armadilhas de Satanás para tentar neutralizar a igreja de Cristo , no entanto ele já está derrotado. A igreja de Cristo não será vencida(Mateus 16:18).

    Em Cristo,

    Álvaro Rodrigues

    ResponderExcluir